Brinquedos ajudam formar a personalidade de crianças com deficiência mental e autismo

Brinquedos ajudam formar a personalidade de crianças com deficiência mental e autismo

Entender a criança com deficiência mental ou autismo, como acompanhar sua relação com as crianças as quais convive e conhecer os brinquedos que ela utiliza ajudará no processo de desenvolvimento de sua personalidade.

Dicas para pais sobre deficiência mental e autismo:

1. Uma criança com deficiência mental (ou intelectual) ou autismo necessita mais supervisão adulta e encorajamento que uma criança sem deficiência.

Ela tem um tempo de atenção curto.

A criança não tem imaginação ou iniciativa.

2. Uma criança com deficiência mental (ou intelectual) pode preferir brincar com crianças de sua idade mental.

Ela se sente segura, compreendida e aceita.

Crianças mais velhas, no sentido mental, têm tendência a ridicularizar suas inabilidades.

3. Os pais precisam ensinar a terceiros a compreensão da capacidade da criança com deficiência mental ou autismo e suas limitações.

Vizinhos que não têm compreensão não gostam que a criança brinque com seus filhos ou perto deles. Ajude-os discutindo a condição da sua criança e o que se pode esperar dela.

Se os pais supervisionarem o brinquedo e tirarem a criança do grupo ao surgirem dificuldades, isso fará com que os vizinhos se mostrem mais cooperadores.

Tarefas domésticas supervisionadas, algumas vezes, servem como experiência de brinquedo e aumentam o conhecimento.

4. A escolha dos brinquedos para a criança com deficiência mental ou autismo é importante para o seu desenvolvimento.

Os brinquedos devem ser apropriados a idade mental. Brinquedos considerados maduros para a criança com necessidades especiais tendem a frustar e desencorajar. Os brinquedos considerados imaturos fazem-na regredir.

Os brinquedos devem ser substituídos a fim de acompanharem o crescimento mental.

Os brinquedos devem oferecer estímulo. Demonstre à criança como o brinquedo deve ser usado, brinque com a criança, converse com ela. Não fique desencorajado porque ela não corresponde.

5. Cuidado e uso dos brinquedos.

Mantenha os brinquedos com os quais a criança brinca atualmente numa prateleira baixa para que a criança possa alcançar. Cestas contendo brinquedos confundem e desencorajam, devido à desarrumação.

Faça com que a criança recoloque os brinquedos com a sua ajuda.

Coloque em uso alguns brinquedos de cada vez. Traga mais alguns para pôr em circulação quando a criança se cansar dos brinquedos atuais.

Tenha brinquedos especiais para dias chuvosos.

Fonte: Nylse Cunha, diretora do Instituto Indianópolis e fundadora da 1ª Brinquedoteca Brasileira.